Aikido

Aikido | Corpo. Espaço. Terra. Centro. Alerta. Gravidade. do Interior para o Exterior. Sentir. Equilíbrio. de Baixo para Cima. a não Resistência. Impulso.


Aikido: Os mestres



O'Sensei

Morihei Ueshiba - Criador da arte.

O Fundador do Aikido foi alguém que, provavelmente como você, procurava estar em paz qualquer que fosse a circunstância. Ele desejava manter uma conexão harmoniosa com todas as coisas por todo o tempo. À medida que o tempo passava e suas habilidades marciais tornavam-se fenomenais, ele falava mais e mais sobre nossa família humana global, sobre a necessidade de cada pessoa estar aberta para os caminhos da natureza e do universo, viver o amor e o respeito por todos os seres com o objetivo de curar a si mesmo e ao mundo. O produto de sua vida, e o seu presente para nós, é o Aikido. Ele nasceu com o nome Morihei Ueshiba, em 1883, em Tanabe, uma pequena vila japonesa de pescadores e camponeses. Seu nome, Morihei, significando “paz abundante”, foi profético.

Começou seus estudos de artes marciais na juventude. Treinou primeiramente Sumo; em seguida, espada tradicional, uso de lança e Ju Jutsu, enquanto, ao mesmo tempo, se dedicava com voraz apetite à matemática, à física e aos estudos espirituais. Investindo anos em treinamento, sua proficiência e sua reputação como renomado mestre de artes marciais cresciam. Sua fama atraiu muitos desafiantes que vinham testar suas habilidades e refutar a lenda do grande guerreiro. Inevitavelmente ele venceria a todos, sendo que muitos deles chegaram a pedir para serem aceitos como alunos. Após um desses confrontos, onde facilmente se evadiu de repetidos golpes com uma espada de madeira, assim fazendo sem ferir seu desafiante, ele teve uma luminosa revelação: vencer como resultado da derrota de alguém não é uma verdadeira vitória. A partir desse ponto suas profundas crenças espirituais e sua extraordinária arte marcial tornaram-se uma coisa só.

O-Sensei viu o grande potencial do Aikido para criar uma cura global, e encorajava seus alunos a levarem esta arte para o mundo. “O propósito do Aikido”, ele dizia, “é construir um céu na terra organizando as pessoas num convívio de amizade e harmonia. Eu ensino esta arte para ajudar meus alunos a aprenderem como servir seus próximos.” O-Sensei faleceu em 26 de abril de 1969, sabendo que seu amado Aikido já estava sendo ensinado e praticado não apenas no Japão, mas em vários lugares do mundo.


Kawai sensei

Responsável pela introdução da
arte no brasil.

KAWAI SHIHAN
Introdutor do Aikido no Brasil

O professor Reishin Kawai nasceu na cidade de Yassugi na província de Shimane no Japão, no dia 28 de fevereiro de 1931. Seus pais chamavam-se Tomonobu Kawai e Matsuno Kawai. Aos 15 anos teve inflamação nos joelhos e se curou com a acupuntura e shiatsu. Sua cura o motivou a estudar processos alternativos de terapêutica, e além do mestre saito Torataro que lhe curou. Diplomando-se me Medicina Oriental do prof. Mischimasa Nischiawa. Além dos estudos em Medicina Oriental, kawai Sensei também aprendeu técnica de Aikijiujitsu.

Em 1957 transfere sua residência para o Brasil, onde inicia a peregrinação pelo interior do Brasil, onde trabalhou com acupuntura, ministrou palestras e fez demonstrações. No ano de 1961 transfere-se para a Europa onde recebe treinamento intensivo de seu mestre, Aritomo Murashigue, 9o. Dan de Aikido. Dois anos depois recebe das mãos de Morihei Ueshiba (fundador do Aikido) o título de Shihan recebendo a tarefa de divulgar o Aikido na América do Sul. Nesse mesmo ano casa-se com Letícia Minako, com quem teve duas filhas, Cristina e Lilba Kawai, e abre na Avenida Senador Queiroz, em São Paulo, a primeira academia de Aikido no Brasil.

Em 1969 Kawai Sensei recebe seu 6o. Dan do grão mestre Morihei Ueshiba. Por 08 anos, desde 1976, ocupou o cargo de Vice-presidente da Federação Internacional de Aikido (FIA). Obteve o 7o. Dan em 1978, ocasião em que recebeu no Brasil Kisshomaru Ueshiba, filho do fundador do Aikido, que veio ministrar treinamentos no Brasil, Uruguai e Argentina.

Em 1990 Kawai Sensei custeou, com recursos próprios, a nova vinda de Kisshomaru Ueshiba ao Brasil. Em 1997 recebeu o 8o. Dan de faixa Preta, outorgado pelo Hombu Dojo, no Japão.

Nosso mestre desencarnou no dia 29 de janeiro de 2010. Sua filha Lilba, juntamente coom seu marido Sensei Matias Oliveira são os responsáveis pela administração de nossa Federação, bem como pelas aulas da Academia Central. Kawai sensei é considerado o “pai”do Aikido no Brasil. Com raras exceções, a grande maioria dos aikidoístas do Brasil tiveram aulas, senão com o próprio Kawai Sensei, ao menos com discípulos destes, herdando assim, de alguma forma o seu legado. Pela sua trajetória vemos a importância de honrarmos seu nome e termos gratidão (giri) pelo seu esforço e sacrifício pela divulgação do Aikido na América do Sul, resultando em um cenário de Dojos vinculados à União Sul Americana de Aikido em quase todos os estados brasileiros e em alguns países da América Latina.

Kawai Sensei não viveu do Aikido, mas sim dedicou sua vida com um amor incondicional pela arte a ponto de fazer da expansão do Aikido sua missão de vida. Esse objetivo ele alcançou.

Domo Arigatô Gozai Mashita
Estimado e Inesquecível

Kawai Shihan


Eduardo Corrêa Sensei

Responsável e idealizador
Kobukan Dojo

EDUARDO CORRÊA SENSEI
Responsável técnico Kobukan Dojo

4o. Dan de Aikido

Nidan (Faixa preta 2 Dan) de Iaido

Ikkyu (Faixa marrom) de Jodo

Faixa preta 1o. Dan de Jiu-jitsu

Sensei Eduardo Corrêa começou a treinar em 1994, em Porto Alegre, com Sensei Pery Marzullo. No ano seguinte forma-se em Direito pela PUC de Porto Alegre/RS, porém, já estava decidido a ser profissional de Artes Marciais. Em outubro de 1996 muda-se para São Paulo para treinar na principal academia da América Latina, sob a supervisão do introdutor do AIKIDO no Brasil, Kawai Shihan. Na mesma época inicia seu treinamento em jiu-jitsu, com mestre Raul Vieira e Souza, da Academia Lótus Clube- SP.

Em 05 de dezembro de 1998 obtém seu Shodan em Aikido, retornando ao Rio Grande do Sul em fevereiro de 1999. No feriado de 07 de setembro de 1999 inaugura o primeiro dojo Kobukan na cidade de Torres/RS, na divisa com Santa Catarina. Nesse mesmo ano forma-se em Shiatsu com o mestre Yasui, além de fazer cursos de moxabustão e aurículo-acupuntura. Em 2001 obtém o Nidan de Kawai Shihan.

Em agosto de 2002 inicia seu trabalho em Santa Catarina na academia Gigante Taekwondo na cidade de Criciúma. Em 2004 obtém faixa preta de Jiu Jitsu das mãos de seu mestre nesta arte, Raul Vieira e Souza. No ano de 2005 inicia o Aikido na cidade de Tubarão (na Academia Estação Vital). Em 2006 faz cursos de Quiropraxia e Iridologia. Em 2007 conclui sua segunda faculdade, formando-se em Educação Física pela UNESC/ Criciúma. Em abril de 2008, por ter sido o introdutor do Aikido no Sul de Santa Catarina, forma os primeiros faixas pretas em Aikido desta região. Luciano Pereira e Gregori Lino, instrutor de Criciúma, foram graduado nesta ocasião. Também em 2008 Tubarão passa a ter dojo próprio. Também fez dois cursos de ginástica natural com o professor Alvaro Romano.

Em 2009 forma-se no pós graduação de acupuntura no CBES.

Em 2010 abre seu quarto dojo, na cidade de Laguna, onde fixou residência definitiva. Em dezembro graduou os instrutores Cristiano Salomão e Fabrício Benedet, responsáveis, respectivamente, pelos Dojos de Criciúma e Tubarão. Em 2011 faz outro curso de quiropraxia.

Ao longo de sua trajetória teve a oportunidade de treinar, por meio de seminários ou eventos, com os seguintes Shihans:

Moriteru Ueshiba (Japão)
Shoji Seki (Japão)
Masatake Fujita (Japão)
Hironobu Yamada (Japão)
Masafumi Sakanashi (Argentina)
Reishin Kawai (Brasil)
do qual, Eduardo sensei, foi discípulo direto
Kaizen Ono (Brasil)
Donovan Waite (Estados Unidos)

2012 coroou a expansão do Aikido no sul catarinense com a instalação de seu quinto dojo, em Jaguaruna. Em 2013 seu aluno Junior Isidorio, policial civil, abriu o quinto Dojo Kobukan no estado de Santa Catarina na cidade de Imaruí. No início desse ano Sensei Eduardo recebeu seu primeiro Dan de Jiu-Jitsu de seu mestre Raul Vieira e Souza. Em outubro de 2013 o Dojo Central Kobukan é transferido da cidade de Jaguaruna para o município de Içara/SC.

Em 2014 Sensei Eduardo transfere seu domicílio do estado de Santa Catarina para o Rio Grande do Sul, iniciando, em março, as atividades no município de Farroupilha/RS. No mês de abril é aprovado por unanimidade para o 4o. Dan de Aikido por banca composta por oito integrantes na Academia Central de Aikido. No dia 3 de agosto comemorou 15 anos de Kobukan, recebendo a Dojo cho, Lilba Kawai, filha de Kawai Shihan. Em agosto de 2014 gradua-se Ikkyu de Iaido na cidade de Suzano, integrante da Akipa Nambukan, de Porto Alegre/RS, do qual participa. Em outubro seu aluno Samuel Medeiros inaugura um novo Dojo Kobukan (sexta unidade de Santa Catarina) na cidade de Capivari de Baixo. Desde o início, desde 1999, a Kobukan formou mais de 15 faixas-pretas, sendo destes, um sandan e dois nidans. No estado do Rio Grande do Sul tem contribuído com assistência técnica ao Dojo Millenium Arts, do Sensei Manuel Valim, na cidade de Ivoti, conduz grupo da Kobukan em Porto Alegre/RS. Atualmente, além das citadas artes marciais, Sensei Eduardo Corrêa, juntamente com sua esposa Angélica Corrêa, viajou ao Rio de Janeiro a fim de buscar a técnica da arte marcial do bastão Samurai – Jodo. Lá treinou na Associação de Kendo do Rio de Janeiro- Rio Kenyukai, com Endo Sensei e sob a orientação técnica de Sempai Alexandre Cavalcanti, a fim de conduzirem grupo de estudos da técnica na Associação Akipa Nambukan- Porto Alegre/RS, do qual também integram Thiago Silveira.

Em 2015 graduou-se ikkyu de jodo no chile, no dia 11 de janeiro.

Em junho inicia seus estudos de shodo (caligrafia japonesa) com sensei Arima, da colônia japonesa de ivoti. Em Agosto inicia os trabalhos na cidade de Gramado e no dia 29 gradua-se faixa preta em Iaido na cidade de São Paulo. Em setembro inicia os trabalhos na cidade de Nova Petrópolis.

Em outubro participou de curso de bonsai, na loja Bonsai Ideal em Novo Hamburgo. Sensei Thiago Silveira (dojo de porto alegre) também realizou um curso semelhante em 2010 na loja Viva Bonsai em porto alegre.

Em novembro iniciou estudos da cerimônia do chá, na escola Urassenke.

Em dezembro formou mais cinco shodans e um sandan. Também neste mesmo mês, organizou o 1º festival de cultura japonesa de Nova Petrópolis.

Em Junho de 2016 inaugura 7º dojo no estado de Santa Catarina - SC, na cidade de Garopaba. Em Julho de 2016 organiza o 1º evento de cultura japonesa em Torres - RS (1º Torres Matsuri).

Em 27 de Agosto, aprova em 2º Dan de iaido, em São Paulo - SP.

Em setembro de 2016 formou 4 nidan (2º Dan) e 2 shodan, e em outubro do mesmo ano mais 2 nidans.

Começou os estudos de nagnata na Associação Brasileira de Naginata com sensei Morita.